Chupando gostoso a travesti no carro

Boa noite! Sou um homem muito bem casado, com filhos. Amo minha esposa, fazemos sexo sempre. Não gosto de ter amantes mas sempre que posso pago garotas de programa, pra dar uma variada.

Apesar de ser hetero, sempre tive curiosidade com travestis. Uma fantasia mesmo.

Comecei a trabalhar essa fantasia vendo fotos e vídeos na internet. Há travestis lindas, com seios lindos. Comecei a ter uma vontade muito grande de sair com uma, pra ver como seria. No início senti um pouco de vergonha disso. Tive que pensar bastante, trabalhar muito a ideia. As vezes eu uso serviços de garotas de programa de rua, e onde vou tem travestis próximos.

Uma bela madrugada depois de não conseguir nada de interessante com as meninas na rua, resolvi dar uma olhada nas travestis. Havia algumas muito estranhas, muito masculinos ou escrachadas demais. Mas havia muitas mais comportadas e até mesmo bonitas. Mas nesse dia não rolou nada. Mas eu olhei muito e fiquei com muita vontade.

Passadas algumas semanas eu voltei a avenida pra buscar programas. Mais uma vez o nível das meninas estava muito ruim (é a crise). Mais uma vez eu passei a olhar com cuidado pras travestis. Havia algumas realmente gostosas. Com muita apreensão, como um menino de 14 anos comendo a primeira buceta, eu parei o carro perto de uma que me pareceu bem gostosa.

Branca, seios não exageradamente siliconados, baixa (1,65 mais ou menos), pernuda. Conversei quase gaguejando e combinei um boquete no carro. Mas era ela quem faria o boquete, não eu. Chegando no local, comecei a passar a mão na perna dela e meu pau começou a subir. Ela veio me acariciando e tirou minha calça. Eu estava meia bomba ainda, mas ali, quando ela começou o boquete eu descobri que boca é boca, de mulher ou de traveco. Que boquetinho delicioso ela tava fazendo. Meu pau tava bem duro, enquanto eu passava a mão nos peitos dela por cima da blusa. Pedi pra ela tirar e chupei um pouco. Eram bonitos.

Então ela voltou a chupar. E naturalmente minha mão escorregou lá pro pau dela por baixo do vestido apertado que usava. Enquanto ela chupava eu enchi minha mão. Era grosso. Senti muito tesão naquilo, ela me chupando e eu batendo uma devagar pra ela, o pau ia crescendo aos poucos. Estava com muita tesão. Não queria acreditar naquilo que estava prestes a fazer, mas quando ela levantou e subiu o vestido já tirando o pau pra fora eu não resisti e no próximo segundo já estava com a boca na botija. Como era estranho e ao mesmo tempo excitante aquilo.

Senti na minha boca o pau crescer, ela empurrando minha cabeça do mesmo jeito que fiz com dezenas de mulheres. Tentei enfiar um pouco mais mas era complicado. Primeiro boquete a gente nunca esquece. Não trabalhei muito mais porque não conseguia mesmo. Era grossa a rola dela e quando eu tentava por mais na boca eu sentia ansias e tinha que voltar. Mas estava gostoso, passar a lingua na cabeça, chupar, bater umazinha apertando as bolas dela. Que tesão.

Fiquei ali uns 4 minutos chupando. Cansei. Ela voltou a me chupar e gozei. Paguei e fui embora. Envergonhado da situação, mas excitado. Essa foi minha primeira experiência com travestis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *