Primeira vez num hotel, segundo pau no meu rabo

Com certeza não vou me lembrar de todas as vezes em que transei com um travesti, vou contar por aqui os encontros que mais me marcaram, sejam por prazer, por divertimento ou até por não terem sido “bons”. Quando chegar mais perto dos dias de hoje, conto as atualizadas.
Depois que dei pela primeira vez, não sei se por coincidência, entrei numa fase muito “louca” em minha vida, saia quase todas as noites e bebia muito com meus amigos, nunca usei drogas, ficava e comia algumas mulheres, mas a noite eu bebia e já pensava em sair e ir “pegar” uma travesti na rua, no final da noite!
Num sábado depois de ter bebido um pouco demais, sai a caça de uma travesti na Rua Getúlio Vargas. Dei algumas voltas pela região e parei para conversar com uma morena alta, ela estava de calca jeans, um top e salto alto, uma cavala, parecia ser bem gostosa.
Ela era muito simpática ate um pouco tímida, gostei dela, tinha uma cicatriz no rosto, e isso me marcou bem, se chamava Danielly. Depois daquele primeiro papo básico, ativa, passiva, preço o que faz e não faz, Danielly entrou no carro e eu já fui pegando no seu pau por cima da calca mesmo, ela falou para irmos ao Hotel Paris ali perto, essa foi a primeira de muitas outras vezes que fui lá .

Chegando ao “Hotel”, estacionei atrás e descemos, na portaria cruzamos com um casal saindo e a travesti vira para mim e fala, coitado do teu cuzinho Lindo, minha amiga e poderosa! Paguei, peguei a chave do quarto e fomos por um corredor estreito ate o quarto, muito simples, uma cama, TV chuviscada e um banheiro horrível, mas como eu queria dar estava tudo certo!
Já fui tirando a minha roupa, enquanto ela ia ao banheiro. Saiu do banheiro só de calcinha, quando eu tirei sua calcinha para ver o tamanho do pau, vi que estava fudido, não muito grande, mas grosso. Deitamos e ela começou a me chupar uma delicia de chupada, ela tinha um rosto muito bonito adorei ver aquela boca engolindo meu pau todo, disse que queria que ela me comesse.

Me colocou de quatro no canto da cama, camisinha no pau, passou um gel no meu cu e começou a me comer, no início foi um pouco dolorido e difícil daquela tora entrar na minha bunda, meteu gostoso e com força , eu de quatro olhava no espelho ao lado, aquela cena de uma linda me fodendo, gozei como nunca tinha gozado na vida, ela parou e veio me falar que tinha me macucado, pois meu cu estava sangrando, eu extava em êxtase ,na hora nem me preocupei, mas fiquei com o cu ardendo por varios dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *