Fodi a travesti de programa depois ela me fodeu

Era uma quinta a noite eu estava mechendo no celular sem ter nada pra fazer quando entrei num site de acompanhantes, fiquei passando por vários até que vi uma loirinha linda, entrei no anúncio seu nome era Carla trans, lindas fotos, apesar de ser travesti era a mais sensual que eu tinha visto naquele site, na descrição tinha que ela era ativa, passiva, realizada fetiches, dominadora, namoradinha.


Logo vi, ela topa tudo que o cliente escolher desde que pague.
Na publicação tinha o whatsapp dela, mandei um mensagem dizendo que tinha visto seu anúncio e que queria marcar, ela logo respondeu e marcamos, ela perguntou o que eu queria e disse que eu seria ativo.

Passei no local combinado e logo vi ela esperando, v estava de calça jeans, uma blusa colada a seu corpo e uma bolsinha de lado, não tinha como reconhecer que era uma trans e nem que era garota de programa, chegamos no motel entrei no primeiro quarto que vi desocupado, no caminho não falamos nada, no motel ela já tirou logo a roupa e subiu na cama também tirei a minha enquanto que admirava aquela loirinha pelada em minha frente, ela estava de joelhos na cama e me chamou fazendo sinal com o dedo, subi a cama e ela já começou a chupar meu pau coloquei ela de lado e derramei lubrificante na camisinha e meti em seu cu que engoliu meu

pau inteiro, dei umas bombadas e sem tirar de dentro virei ela a deixando de quatro e continuei bombando, a segurei pelos ombros e metia com força, ela gemia enquanto ouvíamos o som de nossos corpos se encontrando a cada bombada, depois de um tempo deitei na cama e ela veio por cima e sentou de costas para mim tava muito gostoso ver aquela bunda subindo e descendo enquanto seu cu engolia meu pau inteiro, não aguentei mais e gozei ela levantou falando que tinha sido muito gostoso, ela era muito linda mesmo, levantei e dei um beijo bem demorado nela, depois fui tomar um banho e quando terminei senti ela chegando por trás de mim roçando seu pau em minha bunda me abraçou firme por trás e falou que queria me foder,

falei que não iria pagar a mais e ela falou que meu cuzinho ela ia comer por prazer, ela me puxou até a cama, deitou vestiu uma camisinha e me mandou sentar naquele cassete, fui sentando devagar e quanto senti que a cabeça já tinha entrado ela me puxou fazendo entrar de vez, gemi alto na hora e já comecei a subir e descer, cavalguei naquela loirinha por uns dez minutos até que ela me mandou levantar, deitei na cama e levantei às pernas para ela, queria que ela me fodesse de frango assado, ela sorriu e meteu em meu cu e batia uma pra mim eu gemia com muito tesão vendo aquela loirinha me enrabando e me batendo uma, não aguento mais, circulei minhas pernas em seu corpo fazendo ela ficar toda dentro de mim e gozei de

novo melando seu seios e sua barriga, soltei as pernas e ela segurou em minha bunda empurrando para cima, fiquei com o corpo deitado mas com as pernas dobradas e pra cima com o cu apontando para o teto, ela veio por cima e desceu cravando sua rola em meu cu, eu sentia ela entrando mais e mais em mim até que ela tirou e arrancou a camisinha e senti jatos de porra quente me melando inteiro, o rosto, o corpo, não sei como ela conseguia gozar tanto, fiquei todo melado com aquela porra quente, depois fomos tomar banho juntos e nos pegamos no banheiro, eu a beijava e mamava em seus peitos e a beijava, já estava de pau duro, então ela saiu e falou que eu teria que marcar outro dia que quisesse transar com ela de novo, fui deixar ela e voltei para casa com o pau duro, tive que bater uma quando cheguei tendo a maravilhosa lembrança daquela loirinha com algo a mais transando comigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *