Saindo com Travesti Valeska

Em Janeiro/2020 eu José Américo e Mara fomos em uma festa de aniversário de um amigo por volta das 20:00h e não estava muito agradável e ficamos pouco lá e saímos para tomar um café no Frans Café e lá eu e minha esposa deliciosa, ela estava com um vestido bem agarradinho, marcando suas curvas e com um belo decote deixando seus seios volumosos e grandes bem expostos, alguns cliente e a menina do caixa ficaram olhando para a Mara que estava absolutamente sexy e provocante. Isso foi aguçando o lado exibicionista e a Mara ajustava o decote e deixava os admiradores afoitos, mas o que eu queria era uma coisa diferente e nova que há algum tempo fantasiávamos, falei no ouvido dela, hoje poderíamos escolher um menino caralhudo que veste calcinha e sutien e ficam semi-nuas em lugares ali em SP, mas precisamente na Indianópolis, saímos do Frans café e fomos rodar pelas ruas procurando nossa companhia.

Olhamos alguns que ficavam nas ruas laterais e tinham diversas possibilidades e passava bem devagar ao lado delas conferindo o material e vendo qual era a mais linda, pois queríamos uma bem perfeita, a Mara abaixou as alças do vestido dela e deixou as seios mostrando o sutien e na hora que passava perto delas tirava as duas mamas para fora para mostrar às meninas e umas até pegavam e apalpavam dizendo que os seios dela eram maravilhosos e era mesmo, uma delícia de ver, tocar e chupar, conversávamos um pouco e ainda não tínhamos encontrado nossa traveca.

Quando já estávamos preste a desistir, a Mara avistou uma morena clara com uma roupinha bem sexy e fomos até ela para conversarmos, ela muito bonita e educada, nos cumprimentou e abaixou e deu até um selinho na Mara, a Valeska estava bem maquiada, unhas feitas, batom perfeito, seios siliconados com no mínímo uns 500ml, 1,68, bunda grande, cintura bem fina, cabelos longos uma quase mulher, combinamos e ela disse que como éramos um casal lindos e gostosos, confiou em nos levar em seu apartamento, rumamos até lá, a Mara foi no banco de trás com a Valeska e aproveitou para dar uns beijos e amassos ali no carro, onde ajustei o retrovisor e fiquei assistindo os beijos, a Mara veio até mim e pediu para eu triar o cacete para fora e ela deu uma boa chupada e a Valesca fez o mesmo, chegamos ao apartamento nos recompomos e entramos.

Era um apartamento pequeno mas bem arrumadinho e todo limpinho, ao entrarmos já fomos nos agarrando e nos beijando, demos um beijo triplo, e fomos nos despindo e se chupando, eu e a Mara agarramos em cada seios da Valeska e chupamos e beijamos muito arrancando suspiros e as vezes lambiamos o mesmo seio e nos beijávamos e a Mara tirou o cacete da Valeska para fora e era médio mas de um bom tamanho e abocanhou e chupou bem babado e gostoso, fui atrás da Mara e chupei-lhe o cuzinho e a boceta dela. Fui atrás da Valeska e agarrei e dei uma boa encxada naquela bunda dura e enorme dela, a Mara não largava o pau e engolia todo e voltava a cabeça e lambia o saco eu segurava os seios e com a mão Valeska me punhetava gostoso.

Fomos para a cama e lá eu deitei e as duas viram me chupar e lambiam meu pau todo dividindo cada lambida e chuipada, a Valeska era gulosa e ficava mais tempo que a Mara, e deixava o meu pau bem molhado, colcaram a camisinha e coloquei a Valeska de 4 e meti gostoso no cuzinho dela que gemeu bem gostoso e rebolou muito e minha esposa embaixo chupando o saco e o cacete dela, ele colocou a camisinha também e meteu gostoso na Mara e fizemos um belo trenzinho gostoso e as duas gemendo e gozando, mudamos de posição e continuei bombando no cuzinho da Valeska e a Mara foi deitar para ser chupada na boceta….e gemia muito, avisei que iria gozar e a Valeska tirou o cacete do seu rabo e arrancou a camisinha e foi chupando fazendo garganta profunda e arrancou todo o leitinho da minha pica.

A Valeska bateu uma punheta e gozou nos seios da Mara, que lambuzava toda a porra, fomos os 3 para o banheiro e lá continuamos a pegação, e nossas bocas e lábios, mãos iam trabalhando sem para, nos tocando e nos bolinando, até ficar com os caralhos duros e voltamos ao quarto a Mara queria uma DP e fizemos uma bela duma dupla penetração na Mara que gritava alto de tanto tesão, ficamos uns 20 minutos entrando e saindo da boceta e do cuzinho da Mara e nos revezávamos colocando no cuzinho e na buceta, a Valeska tinha um consolo com cinto e a Mara usou para comer o cuzinho da traveca enquanto ela me chupava, foi um tesão, arrombamos o cuzinho da Valeska de tanto foder. Troquei de lugar com a Mara e meti no cuzinho da Valeska e gozei na camisnha dentro do cuzinho da Valeska e a Mara chupou o pau da Valeska até tirar leitinho e outra vez ela gozou nos seios da Mara.

Foi muito bom a trepada e fomos para casa bem resolvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *