Putaria num Cinema em Sampa

Há algum tempo fui para São Paulo fazer um curso, deixando para trás namorada, amigos e família. Lá não tive a oportunidade de fazer muitas amizades e me sentia muito carente. E em uma cidade onde tudo indica sexo, até mesmo os anúncios nos telefones públicos, estava sedento. Resolvi ir a um cinema daqueles do centro da cidade, escolhendo um já bem decadente situado na av. São João. Percebi, tão logo entrei, que vários travestis faziam ponto ali. No início fiquei na minha, acostumando a visão à escuridão e vendo um pouco do filme. Chegou um traveco loiro, vestindo apenas uma calcinha e top e começõu a se oferecer. Sentou no meu colo e começou a me provocar e fui gostando daquilo.

Passava a mão em todo aquele corpão, que apesar de ser masculino, estava me deixando com tesão. Resolvi então ir em frente e fui logo conferindo o brinquedinho que ela tinha no meio das pernas. Nossa, que delícia! Era muito gostoso! Fiquei confuso com os sentimentos e sensações que tomavam conta de mim, mas o tesão falou mais alto. Fomos para o banheiro e lá inciamos uma deliciosa trepada. Ela(e) chupava maravilhosamente bem, chupei seus seios e acabei descendo até sua ferramenta de trabalho. Era um cacete não muito grande, mais ou menso de uns 16cm, fino na cabeça e grosso na base. Após mamar bastante, deixei que ela(e) me comesse. Doeu bsatante, mas fui relaxando e sentindo algo que até então não havia sentido com mulher alguma . Gozei sem nem tocar no meu pau. Foi muiiiiiiiito gostoso. Voltei ali outras vezes durante a minha estada em Sampa. Fiquei viciado “naquilo”. Não me considero gay, mas gotei das experiências que tive. Até hoje, quando vejo um travesti nas ruas da minha cidade fico logo de pau duro e com saudades…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *