Na escada do Shopping mamando segurança

Olá, amores. O que rolou foi hoje no Parque Shopping Barueri e eu não estava montada de menina, pois Cdzinha não se monta para sair à rua à luz do dia. Óbvio que eu estava de.calcinha.
Bem, hoje fui ao Parque Shopping Barueri, por volta das 10 da manhã, bem na hora que abre ao público. Embora eu não estivesse vestida de menina, tenho um jeitinho afeminado. Precisava ir à Kalunga e no piso dessa loja, qdo terminei de subir a escada rolante, dei de cara com um

segurança. Gente, um abuso de macho, já me deixou louca. Passei por ele, falei bom dia e fui para a loja. Lá dentro, percebi que ele passou pela vitrine, que é toda envidraçada e deu uma olhadinha. Eu dei um sorriso discreto e ele retribuiu. Ficou parado, fingindo olhar o movimento, mas que movimento? Segunda-feira, às 10 e pouco da manhã não havia movimento. Aí resolvi ficar olhando uns produtos por ali, só para ver o que rolava. Ele, de vez em qdo tb dava uma olhadinha para dentro da loja e foi numa dessas vezes que encarei bem diretamente o pau dele. Ele, lógico, percebeu e deu uma pegada no pau. Aquilo me arrepiou, adoro machos sacanas. Resolvi me apressar e pagar logo o que tinha que comprar. Saí da loja e ele começou a andar para o fim do corredor, exatamente para a escadaria de emergência. Fiz a egípcia e fui logo atrás. Ao abrir a porta, não o vi, tinha então duas opções: descer para os outros níveis ou subir para onde fica a casa de máquinas. Achei que o mais óbvio deveria ser subir, caso ele quisesse algo provavelmenge iria para um local mais reservado. Comecei a subir e logo ficou meio escuro, liguei a lanterna do celular e mais um pouco dei de cara com o boy já com a rola para fora do uniforme. Olhei para a pica dura, grossa, tortinha para cima, ele balançou e eu me ajoelhei. Qdo coloquei a boca, o boy deu aquela gemida gostosa e logo começou a me chamar de putinha, bezerrinha, dizia que a rola era toda minha, pedia para eu engolir tudo. Eu, bem obediente, mamava, lambia, sugava, passava a pontinha da língua no saco do macho, bem devagar. O boy então encostou na parede, segurou minha cabeça, dobrou um pouco os joelhos e começou, freneticamente a foder minha boca. De repente comecei a perceber que estava ofegante e num gemido demorado encheu minha boca com seu leitinho e ficou com o pau dentro da minha boca, pulsando. Eu tomei o leitinho e deixei a rola toda limpinha. Ele guardou a rola e disse para eu ir mais vezes naquele horário, que é “suave” para eu mamar ele de novo, se eu quiser. É claro que eu quero e é claro que irei de novo.
Adoro machos fardados/uniformizados. Se vc curtir essas aventuras com um viadinho putinha e totalmente passiva aqui na região, pode me chamar que eu vou: 11 98700-7526. Bjs e até o próximo conto real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *