A primeira vez que dei a bunda pra transex

Olá pessoal, contei minha primeira experiência aqui em outro conto e vou prosseguir agora nas minhas próximas aventuras.

Como disse no outro conto, sou um homem bem casado, com filhos, mas sempre tive esse tesão com travestis, que eu finalmente havia realizado. Pensei que depois de chupar a travesti no carro, eu estaria satisfeito, curiosidade morta. Mas não.

Continue Lendo “A primeira vez que dei a bunda pra transex”

Dei a bunda pela primeira vez para um Dotado

Sempre gostei de me travestir. Desde adolescente tenho essa curiosidade em saber o que sente uma mulher. Gostava de colocar as lingeries ousadas que minha mãe ganhava dos namorados. Gostava de penetrar tudo o que parecesse com um pau – tubo de shampoo, desodorante, escova de cabelo, pau de vassoura, pepino, banana, linguiça… Até experimentar pela primeira vez um consolo. Lembro da sensação ao vestir pela primeira vez uma cinta-liga. Amei. Mas não gosto de HOMEM. Gosto sim de sexo com Homem… Gosto de chupar uma piroca, de preferência bem grande, gosto de ser penetrada (sim, quando estou “montada” gosto de ser

Continue Lendo “Dei a bunda pela primeira vez para um Dotado”

A maior piroca que já enfiei dentro de mim

O Américo veio me pegar em casa na hora combinada e me levou para a casa dele onde o seu filho me esperava.
Era alto, magro e tinha uma cara mais safada que a do pai. Conversamos um pouco enquanto o Américo saiu para fazer algumas compras. Ele me contou que sempre curtira muito travecas e que era totalmente liberal em relação a elas, mas que não gostava de fazer-se de fêmea.
Adorava comer e com o seu tamanho de benga era muito bem aceito por travecas e que algumas mulheres ficavam com medo de serem machucadas. Também gostava de mulheres e

Continue Lendo “A maior piroca que já enfiei dentro de mim”

A primeira vez a gente nunca esquece

O que vou contar pra vocês é um fato real. Aconteceu há uns 2 anos. Numa sexta-feira eu saí pra dar uma volta de carro e pra ver alguns travestis nas ruas aqui de Campinas. Chegando no ponto onde as bonecas ficam, dei algumas voltas no quarteirão pra ver se achava alguma interessante. E achei. Ela era mulata, tinha 1,70 m mais ou menos, bumbum grande, peituda, coxuda, estava de costas, com um saia bem curta mostrando a bunda. Passei, dei uma olhada e vi que era bonita de rosto também. Dei mais algumas voltas pra ver as outras, mas aquela mulata não me saía da cabeça, achei demais a bunda dela. Pensei comigo, ela deve fazer uma chupeta e tanto e dever ter um cuzinho guloso. Parei o carro, ela veio até mim e conversamos um pouco, combinamos o preço, ela entrou e fomos pra um drive-in.
Continue Lendo “A primeira vez a gente nunca esquece”

Fantasias de um casal Bisexual com um travesti

Para quem acompanha nossos contos sabes que temos muitos fetiches, sonhos e fantasias … uma delas desde que começamos foi transar com um travesti.
Chegamos a fantasiar isso inúmeras vezes quando fazíamos inversão … Ela me comia me falando num traveco, em saborear uma pica de verdade (sentindo o gosto, cheiro e sabor) isto sempre nos excitou muito, pois como ela mesmo diz … “hoje sou tarada por um cuzinho”
Depois de quase 2 anos analisando escolhendo falando de como seria (queríamos um trans de pica normal para pequeno, pois queríamos sentir o prazer na sua plenitude e não dor) resolver

Continue Lendo “Fantasias de um casal Bisexual com um travesti”

Arrombaram meu cuzinho no banheiro

Bem, estou de volta, vou relatar agora o que se passou em setembro de 2005 na casa da minha travesti loira e caralhuda, para os que não se lembram esta travesti loira tem um dote de 22 cm. De comprimento por 4 cm de largura, uma pica linda de se ver branquinha, com a cabecinha rosa e muito bem depiladinha, ela é tão ativa que só me deixa chupa-la (para lubrificar, pois eu dou sem camisinha) e depois já me come. Bem o que vou relatar é um fato que ocorreu e que até hoje me inspira grandes punhetas, tudo começou quando fui chupar o pau da Madona e dar

Continue Lendo “Arrombaram meu cuzinho no banheiro”