Travesti Comendo a minha mulher safada

Bom como já sabem, meu nome é Victor e sou casado com a Rosângela, loira, olhos verdes, bundão gostoso, seios médios e safada no sexo, bem putona mesmo do tipo topa tudo… Para começar, quero narrar um fato que aconteceu meio que sem querer com nós… Como quem lê meus contos sabem que somos bem liberais e sem preconceito algum…

Bom sem mais delonga fomos nós num sábado a noite no centro de São Paulo, passear e curtir a night… Por volta das 22:30hs resolvemos assistindo um filme pornô e entramos em um Cineminha fubá na Av. Duque de Caxias… Quando entramos a sessão já estava rolando e o filme era de travesti… Ficamos por um tempo em pé esperando os olhos se acostumar com a escuridão… Foi quando percebi que a Rô ficou muito interessada vendo um travesti traçando uma loirinha deliciosa e linda, minha esposa ficou excitada o filme inteiro, mas não deu pra rolar nada o cinema estava lotadíssimo… Após o termino do filme, minha esposa parecia ainda mais vagabunda do tipo quero dar agora… Do cinema até o carro ela se insinuava pros homens que

passava por nós e isso me deixou com muito tesão vendo ela tão excitada e biscate com a transa do travesti… Pegamos nosso carro e começamos o caminho para casa… O tempo todo da viagem ela tocava no assunto, e se acariciava na buceta quase que sem perceber… Nosso trajeto era sentido a Osasco, e quando me dei conta estava atravessando pela cidade universitária, isso já por volta de 1:30 da madrugada… Para minha sorte a rua estava cheia de puta e travesti, disputando clientes… Rapidamente veio a minha mente, vou ver se ela quer isso mesmo ou é só

fantasia… Comecei então a andar bem de vagar observando o movimento… Vimos vários travestis parados sempre em grupo de 2 ou 3, e como já disse que não tenho preconceito e sou fã de putaria, parava o carro em cada grupo e mexia com eles… Tinha cada um néh, que tem corpinho muito mais bonito que de qualquer gata por ai, é de dar inveja néh…rsss

Eu dei varias voltas parando e saído com o carro, sempre falando e ouvindo muita putaria… Eu procurava por algo especial e não encontrava, todos estavam em turma e isso inibia um pouco… Já estava pra desistir e resolvi na ultima volta pegar uma ruazinha, quando vi separado de todos a perfeição em pessoa, pensei essa é mulher, mas se a Rô não pegar eu pego..hehe .

Então cheguei bem perto, coladinho mesmo e falei: -Hoje quero algo especial pra minha esposa e resolvi satisfazer o desejo dela e procurei muito e só você tá a altura dela… Eu: -Qual seu nome? Ela: -Bruna! Ela abaixou até a janela do carro, olhou com aqueles pares de olhos azuis para mim e depois pra Rô… Ela: -Ah éh! -Então tem que ser especial mesmo e sorriu.. Era bem alta, corpo definido, bunda grande, seios médios pra fartos e cabelos longo e loiro, um tesão mesmo… Ela me tocou no braço e perguntou… Ela: -só ela ou você também? Eu: -Porque casal você não topa? Ela: -Igual a vocês topo sim! Eu: -quanto? Ela: -Não se preocupe com isso, você vai poder pagar, e riu novamente… A voz era rouca, mas muito agradável bem sensual… Ela: -Podemos ir então? Eu: -Precisa convencer ela, e acenei pra minha esposa… Ela ficou em pé e desfilou até o outro lado do carro… Falou algo no ouvido da Rô e logo a mão dela estava na buceta da minha mulher… Ela: -Podemos ir agora? Eu: -Podemos Rô? Minha mulher ficou muda e como quem cala consente… Acenei com a cabeça que sim… Ela entrou no banco de trás, liguei o carro e sai… Logo após a partida ela me orientou a ir num apartamento que ela mantinha para sexo… Pouco tempo depois já chegamos no pequeno prédio e minha esposa segurou minha mão com força, meio com medo e excitada… Ao entramos, a Bruna pergunta se queremos tomar banho primeiro… Aceitamos! Então minha esposa foi ao banho, e eu então combinei tudo com Bruna… Quando a Rô saiu do banho de roupão emprestado por Bruna, eu fui ao banho também… Logo após foi Bruna quem entrou no chuveiro… Eu fiquei ali beijando, acariciando e comentado com minha mulher sobre o corpão e o dote da Bru e procurava excitar como podia minha esposa… De repente, Bruninha entrou então quarto adentro, muito bem produzida mesmo, corpão semi-nu, calcinha vermelha, sinta liga e corpete bem acentuado que realçava seus seios lindos, ela bem vestida e cheirosa… Bruna começou a dançar e foi até minha esposa, ela beija a Rô na boca, minha esposa estava de costas mexendo no cabelo… Então Bru começou a tirar o roupão da Rô, deixando ela só de calcinha boi comeu, toda enfiada no rabo e que rabo tem minha mulher..kkk

Minha esposa olhou para Bruninha, e deu um sorrisinho lindo e travesso com aquilo, eu apenas dei uma piscada pra ela e fui ligando meu celular para gravar tudo… Minha mulher então começou a tirar a roupa da Bruna, e como ela estava só de calcinha, deu pra ver aquele corpo perfeito e delicioso inteirinho… Além do corpo deu pra ver o volume na frente era um senhor cacete..rsss.. Arregalei meus olhos com o tamanho da pica dela, que coisa enorme era aquilo, pelas informações dela era cerca de 23 cm por 5, 5 de diâmetro, descomunal né, como pode aquilo em um traveco dava até inveja. Haha… Minha esposa então caiu de boca e começou a chupar aquilo tudo, ficou de joelhos e pegou aquilo tudo na mão… Eu pensava minha esposa se fudeu literalmente hoje, Bru vai arregaçar ela, tive dó, quase arrependimento… Mas minha esposa então fala: -Adoro supressas, principalmente esse tipo de surpresa que meu maridinho me proporciona e riu safadamente… Ela ficou abaixada nos pés de Bruninha, e mordiscava e alisava aquele pauzão por cima da calcinha… Eu fiquei com meu pau meladinho só de ver aquilo ali na frente da Rô, era um corpão de gata, e uma pica de ator pornô na frente dela, pronta pra arrombar ela toda… Rô pegou com as duas mãos e começou a chupar aquilo, ou tentar né, porque era muito grande e mal cabia sua boquinha, mas como seu tesão era enorme sempre ela da seu jeito néh…rsss. Chupou aquilo com muito gosto, dando mordidinhas na cabeça, e indo ate as bolas da Bru, que gemia de tesão também com a situação… Bruna então jogou minha mulher de costas na cama e foi abrido com força suas pernas e chupando sua xoxota, Rô se contorcia e ela ajoelhada no meio de suas pernas , chupava gostoso, que delicia de chupada, Bruninha sabia como usar a língua… Ela fazia sua língua gostosa entrar e sair da bucetinha da minha mulher…

Depois de minutos de chupação, Bru, puxa minha esposa e senta ela na beirada da cama, e começa a pincelar aquele pintão na buceta, deixando a Rô cada vez mais faminta por rola, já não aguentando mais a cadela da minha esposa implorava pra Bruna fuder sua buceta logo gritando: – meeee fooooode, meeee fooooode, meeee fooooode, comeee minhaaaaa bucetinhaaaaaa, foooode minhaaaaa xoxotaaaaaa, aiiiiiiii meee arrombaaaaaaa gostosooooo, que paaaaaazãoooo gostoooooooso, meteeeee, meteeeee, meteeeeeee, meteeeeeeeee com fooooooorça, meeeeee arregaaaaaaça , aiii que deliciiiiiia, huuuummmmm, haaaaaammmmmm, hooooooommmm, uuuuuuuhhhh, aiii, aiii, aiii, aiii, que paaaauuu gostooooso do caralhooooo… eu ali registrando tudo no celular e batendo punheta não aguentava mais de tesão com aquilo tudo, foi quando Bruninha então sentou na cama e pediu pra Rô sentar na pica dela, a vaca da minha mulher, subiu na Bru e passou a roçar sua xoxota desde a boca de Bruna, e fui descendo pelos peitos, pela barriga ate chegar no pau enorme que ela tinha, Bruninha foi brincando com a puta vadia da Rô, esfregando a cabeça do pau no seu grelinho deixando-a louca de prazer, até que então bruscamente Bru posicionou o pau na entrada da buceta dela, pegou ela pela cintura e socou tudo num golpe só, minha esposa nem parecia ter uma tora arrombando ela e foi se movimentando bem devagar, eu por trás observava aquela rola enorme sumir e aparecer, sumir e aparecer, era incrível, quando saia parecia que ia virar a buceta da Rô avesso e quando entrava empurrava tudo pra dentro… Depois Bruna acelerou como um cachorro na cadela, fui vendo o tesão tomar conta da Rô, seu corpo tremia naquela vara entrando e saído da sua xaninha, o pau era tão grande que arrombava a buceta da minha mulher… Era incrível parecia um cavalo com seu pau enorme fudendo a bucetinha de uma cabrita..kkk

Quando Bruninha sentiu a chama tomando conta da puta da minha mulher, e seu corpo dar sinal de gozo pelo tesão subindo pelo corpo inteiro, foi metendo cada vez mais rápido fazendo minha esposa rebolar com o cacete enterrava tudo na sua bucetona, ai Bru me puxou pra perto e me deu vários beijos na orelha e na boca , deixando eu todo arrepiado com aquilo tudo, Rô como é tarada, vendo a Bruna me querer ficou louca e se acabava naquele pica, e dizia quero esse caralho gostoso inteirinho só pra mim, vi minha mulher totalmente insana rebolando e falando palavrões, xingava ele e meu marido corno, põe chifre nele, fode a mulherzinha dele que ele gosta… Foi quando peguei um pouco de óleo e coloquei na mão e passei na bunda e no cuzinho da Bruninha, depois fui penetrando com os dedos seu cuzinho, dando ainda mais tesão a minha mulher e a Bruna… Com aquilo tudo Bru, começou a gritar: _vou gozaaaa, vou gozaaaa, vou gozaaa, to gozandoooooo, gozeiiiiiii, aaaaauuuuaiiiihuuhumm, olhei e vi a buceta da Rô enchendo de porra, que se contorceu e gozooou loucamente também gemendo e gritando: _ gozeiiiiii também porraaa, que gostosooooooo, aaaaiiiiiiiuiiiiiiaaaummmm, que deliciaaaa… Depois de cerca de 2 ou 3 minutos de espasmos, minha esposa me olhou satisfeita e disse: _Bruna meu marido já está nu, e com o pau enorme, gostoso e duro que nem feito uma rocha, vendo você fudendo a mulherzinha dele, eu então sentei no sofá, e a Rô e a Bruninha veio pra cima de mim chupando meu pauzão, Bru abocanhou a cabeça e minha mulher foi nas bolas, passando pela virilha, que não deu pra aguentar e gozei na boca das duas, mas Bruna engoliu toda a porra não deixando perder nada… A sensação era muito boa, nunca tínhamos passado por uma experiência daquela, e isso acende a fogueira dentro da gente, então elas continuaram me chupando, para levantar minha pica e continuamos nossa suruba… Depois minha mulher largou o meu cacete e foi no da Bruninha e pediu para que eu fodesse a boceta dela… Minha mulher estava sendo totalmente fudida por mim, gemia cada vez mais alto, então pediu para que a Bruna comesse o rabo dela…

Tirei o pau de dentro da minha mulher, que sentou com o cú naquele cacetão enorme e foi arregaçando tudo… Fiquei apertando as tetas da Bru, enquanto ela fudia o cú da minha esposa e engolia meu caralho… Minha mulher então saiu de cima da Bruninha e disse que queria ser enrabada de quatro… A Bru só virou ela de 4 e socou sem dó, minha mulher gemia, urrava, chorava, mas Bruna, continuou enrabando minha mulher que ficou tentando chupar meu pau… A Bruninha metia com tanta força que minha mulher não aguentou ficar mais de 4 e foi deitando na cama como se fosse desmaiar… Ela também parou de chupar meu pau, pois gemia muito… Bru gozou novamente gemendo: – aaaaaaaahhhhh, ooooooohhhhh, uuuuuuuhhhh, gozeeeeeei, gozeeeeeiiii, gozeeeeeiiiii, óóóóóooohhhh, e ficou deitada em cima da Rô, até o pau amolecer dento do cú dela e escapar pra fora… Vi a porra jorra do cuzinho da minha mulher como se ela tivesse cagando porra… Então olhei para a deliciosa bunda da Bruna e vi seu cuzinho lindo ali a amostra, de uma vez fui de boca nele chupando e lambendo, depois enterrei meu pau no cú dela… Bruninha deu um grito alto… Mas logo ficou firme e ficamos fazendo um trenzinho, eu comendo o cú da Bruna que enfiava a mão inteira na buceta alargada de minha mulher… Tirei meu pau de dentro dó cú dela, quando percebi que o gozo estava vindo e Bruna virou e abocanhou meu pau, então comecei a gozar na boca dela urrando: – uuuuuuuhhhh, gozeeeeeei, gozeeeeeiiii, gozeeeeeiiiii, óóóóóooohhhh, engoleeeee tudoooooo, mamaaaamaaaaaaa suaaaaaaa vacaaaaaaaaaaaaa gostosaaaaaaaaa, mamaaaaaaa, engoleeeeee meuuuuuuu leitinhooooo, que encheu sua bocona e escorreu pelas tetas… Eu estava com tanto tesão que meu pau continuava duríssimo, ai Bru começou a bater uma espanhola com aqueles tetões… A essa altura Rô, estava punhetando o pauzão de Bruna, que acabou gozando em cima da minha mulher, que começa a chupar o caralho dela pra beber sua porra… Olhei e vi o cú da Rô parecia uma couve-flor de tão arrombado… Eu abri a bunda dela pra olhar como estava seu cuzinho, confesso fiquei com medo, dava pra ver o fundo, o cú dela tava um poço…

Acabada a orgia estávamos exaustou, então fomos para a varanda e a anfitriã nos ofereceu um vinho e queijos… Ai minha mulher então disse: “Só faltou você dar o cuzinho, né amor”. Aí eu falei: “Aqui tem uma mulher, uma quase mulher, e um macho que vai continuar sendo macho..kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *