O desejo intenso por uma Travesti

Olá queridos amigos safadinhos, como disse ir contar umas aventuras que aconteceram nos últimos meses separei uma especial para contar pra vocês, no início de novembro exatamente na sexta feira dia 9 meu carro deu problema na bateria liguei para o seguro o rapaz foi tentar resolver mas não deu certo precisava trocar, decidi deixar o carro em casa e ir trabalhar, chamei um motorista por aplicativo no caminho avisei meu esposo que disse que a noite iria.os comprar.


Cheguei do trabalho as 19h fui tomar um banho estava muito calor e coloquei uma calcinha Branca de renda e um vestidinho leve, por volta das 20h meu esposo chegou foi tomar um banho e após fomos até uma loja na Barra funda em SP, fomos conversando pelo caminho até que perdemos a entrada entrando na outra rua local escuro, porem muito sedutor vários travestis na rua todos com um pau enorme, a safadeza mexeu comigo meu esposo percebeu, e falou tá querendo provar, olhos bem em seus olhos e levantei o vestido e disse ela esta com fome de uma rola dessa ele disse safada em, vai dizer que vc não provar uma travesti, afinal esse é um dos desejos que temos que ainda não tínhamos realizado até aquela noite claro.

Fomos até a loja compramos a bateria e voltamos para a mesma rua perdemos que nas outras ruas tinham outras muito mais bonitas, conversamos com algumas porem não saiam com casal, até que encontramos uma muito simpática em relação às outras que disse não saia com casal mas falou de uma amiga dela que inclusive tinha mandado mensagem pra ela dizendo que estava chegando.

Aguardamos por uns 30 minutos e ela chegou uma morena muito bonita de 1,70 de altura, cabelo cacheado, corpo bem modelado sem nada de exageros, estava vestindo um vestidinho preto curto, conversamos por alguns minutos falamos de nossos desejos e pretensões e acertamos o valor fomos para o motel pegamos uma suíte por 4 horas as mais intensas e desejada.
Entramos no quarto meu esposo foi o último a subir para o quarto quando entrou eu e Cris já estávamos nos beijando, o desejo nos dominava muitos toques e caricias intensas pegadas com força nos deitamos na cama e e meu esposo tirou a roupa e sentou em uma poltrona nos assistindo, Cris veio por cima me beijando e tocando meu corpo com desejo, eu tirei o vestido da Cris e ela o meu ambas de calcinha eu de branco e ela calcinha preta, fiquei curiosa em saber o tamanho da rola que escondia.
Adora foi minha vez de atacar ela se deitou fui por cima beijos e caricias mais intensos, ela dava uns tapinhas na minha bunda eu estava adorando, desci pelo seu pescoço chegando em seus seios que chupei com vontade ele a gemendo de prazer, fui descendo até chegar em sua calcinha, ela me olhou nos olhos e disse safadinha e curiosa você tá louca pra ver né, vai tirá minha calcinha e descubra, quando afastei a calcinha de lado nossa que rola mesmo molho grossa e com um bom tamanho comecei a chupar e aos poucos foi crescendo , ual que rola enorme maior que do meu esposo.
Ficou dura cabeçuda e grossa nossa dessa vez saio arrombada que delícia, me deitei na cama ela começou a me chupar até chegar em minha bocetinha que faminta por sua rola já estava molhadinha, e que chupada maravilhosa ela deu demorei de prazer, parou de chupar se aproximou e desse que rola safadinha, meu esposo já estava do lado da cama pra assistir de perto quando ela de vira e vai pra cima dele começaram a se beijar meu esposo aperava sua bunda enquanto ela punhetava a rola dele e eu fiquei ali assistindo de perto, ele se aproximou e a Cris caiu de boca na rola dele.
Chupando tudo aproveitei pra chupar a rola dela mais um pouco, pouco por quê não aguentei e sentei gostoso na rola dela e que rola entrou abrindo minha bocetinha gulosa, Cris deitada chupando pau do meu esposo e eu cavalgando na rola, ficamos por um tempo assim até que senti vontade de mais emoção e pegada fiquei de quatro na cama e Cris me pegou de jeito, meu esposo veio por trás dela e socou rola na bunda gulosa dela, ficamos de trenzinho e que trenzinho gostoso.
Após um tempo foi minha vez de dar a bandinha dei gostoso e com vontade pra Cris que socava forte já estava acostumada com tamanho de sua rola que entrava e saia com facilidade, me levantei para tomar uma cerveja e eles continuaram Cris de quatro e meu esposo socando, resolvi deitar por baixo da Cris chupa do seu pau e ela minha bocetinha e vendo bem de perto levar rola do meu esposo.
Sentia vontade de mais rola de deitei Cris veio por cima socando forte meu esposo se encaixou por cima socadas fortes que sentia cabeça da sua rola batendo, até que meu esposo falou que iria gozar ficamos de joelho em sua frente dividimos a gozada, depois foi a vez da Cris gozar nossa que leitinho farto o dela escorria por minha boca me deixando toda lambuzada, nos beijamos e de claro que dei um baita beijo em meu esposo. Após fomos tomar um banho, nem acreditei quando sai do banho que já tinha se passado 2:40 nos vestimos e fomos para o carro na saída perguntamos se a Cris queria ficar no lugar que ela estava, ela disse que não que queria ir embora, quero mais é passar a noite com vocês , olhamos pra ela e perguntamos você quer ficar conosco, sim quero muito gostei de vocês e levamos ela pra casa, nós ainda morávamos em uma casa então foi bem mais gostoso, pois ultimamente estamos em um apartamento.
Durante o caminho descobrimos que ela Mora na mesma cidade em Barueri, isso já me deixou com mais tesão, no próximo conto eu relato como foi a festinha em casa, beijos espero que tenham gostado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *