Ficando com o cuzinho cheio de Porra

Ola amigos, antes de tudo, quero informar q esse conto já foi postado aqui nesse site, por mim, em uma conta conta q era minha e da minha ex esposa..
Porém, com o fim do relacionamento ela excluiu nossa conta, entao fiz outra pra mim…
Só exclarecendo pra naum parecer q peguei o conto de outra pessoa…
Resolvi postar pois pra mim foi uma experiência nova e muito legal..
Vamos lá. .

Na nossa última ida ao Rio, resolvemos ir em pagode, pra descontrair e conversar…. Como estávamos trabalhando muito, pois durante os últimos dois meses estávamos trabalhando em horários diferentes e pouco no encontrávamos em casa…
Então, aproveitamos pra sair, conversar e namorar um pouco….
Chegamos no pagode, muitas pessoas bonitas no local, sentamos em uma mesa mais no canto, e pedimos o cardápio, eu pedi uma cerveja, meu amor pediu um caipvodka…
Ficamos conversando, curtindo o momento, coisa que naum fazíamos há tempo, com beijinhos, em alguns momentos, os beijos eram quentes e salientes…rsrs.
Continuamos a beber e conversar….
– Amor tava com saudades de sair com vc preto….
Disse meu amor com um sorriso meio safado…
– Tbm meu amor, nossa quanto tempo na um fazíamos nada juntos… Trabalhamos muitos esses meses, quase naum nos vimos….
– Verdade amor… Mas hj eu quero aproveitar bem com vc preto… E se quer saber uma, eu toh doida pra fazer amor com vc…rsrs
– Sério amor.!?
– Sério até demais, toh sentindo ela molhada amor…
– Nossa safada… Toh doido pra chupar essa bucetinha molhada…
– Preto coloca a mão nela, veja como ela tah… Toda querendo vc….
Obediente, coloquei a mão e comecei a dedilhar lentamente seu grelinho, ela realmente estava muito molhada…

Conforme eu alisava o seu grelinho, ela segurava os gemidos, e mordia os lábios, ela me abraçou e baixinho ela sussurrou no meu ouvido…
– Ai preto…. Assim preto, que tesão…. Aiii toh gozando no seu dedinho preto…. Assim… Naum para…. ahhhhhhhhhh gozei preto….
Eela ficou ali abracada em em mim, tremendo com pequenos espasmos involuntário no corpo… E ria e perguntava se estava tudo bem, ela só respirava fundo e naum falava nada….
Ela olhou pra mim e ficou me olhando e rindo com cara de safada….
– Te amo preto, nossa que delicia foi gozar no seu dedo, tava com saudade de gozar gostoso assim… quero gozar nessa rola gostosa hj… Deisse ela enquanto segurou meu pau duro por cima da calça…
Ela me beijou e foi ao banheiro, pedi mais uma cerveja, e fiquei a sua espera, pouco depois ela voltou toda linda, desfilando e sorrindo… Fiquei só admirando minha mulher, pude notar q vagabundo tbm olhava ela caminhando em minha direção…
Ela nem sentou, parou e falou…
– Amor desculpa a demora, tava conversando com uma colega que conheci, ela me pediu o batom emprestado, ela tah ali sozinha no balcão, vim perguntar se tem problema chamar ela pra ficar com agente, assim como nós ela tbm naum é daqui e saiu pra curtir… Oq acha.!?
– Por mim, tudo bem…
Ela foi até a tal colega e voltou novamente desfilando, dessa vez de maos dadas com uma mulher alta, loira, cabelos meio ondulados, razoavelmente bonita….

– Preto essa é a Ruby, a colega que te falei… Ruby esse é meu marido Kayo…
– Olá Ruby, satisfação, fique à vontade, bebe alguma coisa.!? Disse eu tentando ser gentil…
– Sim Kayo, eu pedi o garçom pra trazer um balde de cerveja, mais nem sei qual vcs estão bebendo…
– Relaxa Ruby, ele bebe todas, basta está gelada…rsrs
– Que bom, eu naum sou de beber muito, ainda quando saio sozinha…
Ficamos ali conversando, Ruby falou sobre ela, disse q tinha ido visitar uma madrinha com quem ela havia sido criada, e que naum via há tempos… Tbm falamos sobre agente e tal… e enquanto isso iamos todos bebendo e rindo de histórias da vida… Elas pareciam felizes, riam e as as vezes cochichavam…. Eu ficava muitas vezes sem entender nada, mas tbm nem ligava…rsrs
Depois de algumas cervejas, tive que ir ao banheiro, ao retornar, pude notar as duas dançando, se requebrando, como se fossem grandes amigas… Sentei e fiquei olhando as duas dançarem… O problema, é que naum era só eu quem olhava pra duas, praticamente metade do pagode olhava pras duas….rsrs
Afinal eram duas mulheres lindas, felizes e meias altas da bebida….
Da lih msm elas foram pro banheiro, rindo e conversando, por alguns instantes eu me senti ignorado… Mas sem problemas, eu tava feliz por ver Natasha feliz…
Depois de mais ou menos 10 min elas voltaram, Natasha sentou e me beijou… E disse: – Amor vc posso falar uma coisa.!?
– Pode… respondi…
– Naum, deixa pra lah…

Olhei pra Ruby, ela parecia assustada, meia sem jeito… Brinquei, gente aconteceu alguma coisa no banheiro.?!
– Simm… Naumm… Quer dizer… Naum, naum aconteceu nada Kayo, pq da pergunta. !?
– Naum nada…. respondi sorrindo…
Natasha sorriu e me olhou com um olhar q conheço bem…. E disse: – Preta daqui vomos pra onde.!?
-Ah amor eu tinha pensado em um motelzinho… Desculpe falar isso na sua frente Ruby…
– Eu que peço desculpas, toh atrapalhando vcs amores… Vou embora, deixar vcs mais a vontade….
– Que isso Ruby.!? Naum precisa…
– Relaxa Kayo, jah tah na minha hora msm, e vou aproveitar q tirei uma folga esse fim de semana, e vou descansar, quem sabe naum fazemos algo amanhã, um barzinho sei lah… Natasha anotou meu número quando fomos no banheiro… bj, depois nos falamos mais…
Ela se despediu de Natasha, e ambas sorriram uma pra outra, eu meio que sem entender, fiquei a pensar, oq será que aconteceu lah no banheiro. !?
– Vai amor, pede a conta, vamos que quero vc preto… Vou esperar vc no carro, naum demora..
Ela se levantou e foi, pedi, paguei e fui em direção ao carro… Natasha estava sentada no banco do carona olhando o cel…
– Oi amor tava respondendo uma amiga do trabalho, vc acredita que ela quer dou aula semana que vem anoite durante a semana pra ela.!?
Eu disse que naum vou poder que toh enrolada….
Seguimos, pra proucurar um motel bacana, queriamos algo que valasse apena, no caminho, vimos varias garotas de programa….

E até alguns travestis, uns que realmente pareciam mulher, outros nem tanto…
Olhamos um pro outro e ficamos rindo, rodamos pelo quarteirão e encontramos um motel que parecia bacana… Entramos na portaria, pegamos a chave e fomos, nosso quarto era o numero 123..
Subimos as escadas e pudemos vê o quarto, bem bonito, arrumado… Naum perdemos tempo, fomos nos beijando feito loucos, ela abrindo minha calça, jah colocando meu pau pra fora, chupando de um jeito que nunca vi, engolia e tirava da boca todo babado…. Nem me deixou fazer nada, jah veio sentando, deslizando meu pau pra dentro daquela bucetinha que naum teve dificuldades nenhuma pra engloir meu pau… Quicava e gemia de um jeito muito puta…
– Aiii caralhoo… Que saudade dessa pica caralhoo… me come fdp… come tua putinha… mata a fome de pica da sua mulher….
Eu gemia alto e ao mesmo tempo admirava Natasha… Ela tava louca de tesão… Naum aguentei…
– AHHHHHHH CARALHOOOO
– Isso seu puto… enche essa bucetinha de porra quentinha… Isso cachorro… Que porra quentinha….
Ela deitou sobre meu peito e respirava forte… Me beijou e foi pro banheiro tomar banho, nem demorou e veio cheia de tesão, pedi que esperasse um pouco que tbm tomaria um banho…
Assim que entrei no chuveiro escutei alguém batendo na porta… Gritei:
– Amor vc pediu alguma coisa.!? Tão batendo na porta…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *