Dei a primeira vez pro um travesti e adorei

Vamos lá, contarei hj sobre minha primeira experiência com travesti, sou adepto de scat e já escrevi várias experiência que aconteceram comigo aqui no site mais hj contarei sobre a primeira e única vez que fiquei com uma trans. Há não muito tempo eu estava passando por uns problemas, coisas da vida e fiquei bons meses sem sexo, não por falta de mulher mais pq eu realmente não estava com cabeça pra me envolver com nenhuma no momento, então eu abusava de porno, um dia em um desse sites eu vi um anúncio de uma trans super dotada se masturbando, confesso que meu pau até pulsou, mesmo com a consciência pesada por ter

sentido atração por isso, sou heterossexual mais muito mente aberta, tenho vários amigos e amigas homossexuais e sempre fui em festas LGBT, eu ia pela galera, pelas bebidas e claro, quem já foi em alguma sabe que tbm e cheio de mulheres héteros dando sopa que sempre meus amigos e amigas homo me apresentavam, nunca fiquei com homens e sinceramente isso nunca me atraiu, mais travestis sim mais sempre neguei esse instinto, mais estava passando por momentos difíceis e estava tocando o fodas. Pesquisei então sobre vídeos de travestis procurei alguns e o tesão só aumentava, em pouco tempo eu tinha uma pasta com um arsenal imensos

de vídeos de travestis, no começo era só sexo ativo com outras mulheres, mais depois rolou de tudo, ativo passivo com gozadas na boca e até bukkake, mais nunca explorei mais que isso, era apenas um videozinho e uma punheta. Anos se passaram eu já estava mais amadurecido e resolvi investi mais nesse fetiche, procurei em sites de garotas de programa e achei uma boneca maravilhosa, Nathália era o nome dela, 20 anos 1,75 de altura, branquinha, peitos médios que cabiam na minha mão, mais com uma raba gigantescas, dote proporcional de 17cm, era minha primeira vez com uma trans então não queria uma com a jeba maior que a minha não sabia se

ia aguentar, peguei seu número conversamos um pouco por mensagens combinamos o dia, a hora e o preço, o programa seria em sua casa que era na mesma cidade que a minha num bairro em BH. Não dormi a noite de ansiedade e passei a manhã toda me preparando, fiz uma lavagem completa no cu com água morna fiz várias pesquisas na internet pra saber como fazia direito afinal não queria cagar a cama dela toda, então fui, cheguei lá quase uma hora mais cedo que o combinado estava tão ansioso que não conseguia ficar em casa atoa, tinha um bar ali e perto então tomei umas duas cervejas antes de começarmos, era um bairro de favela e sua casa era bem humilde, toquei o interfone e ela me atendeu, ela era exatamente como mas fotos,

maravilhosas, bem afeminada e bem fácil de confundir com uma mulher, simpática um tanto, entramos pra dentro e apesar da casa ser humilde era bem arrumada e limpa, falei pra era que queria completo passivo e ativo, ela disse que não, naquele dia ela ia ser só ativo, fiquei meio decepcionado mais acho que foi melhor, ainda estava muito nervoso e mesmo com uma cavala igual a ela na minha frente com um vestido bem curto meu pau não subia, ainda sim estava

morrendo de tesão, ela pediu que eu tirasse minhas roupas, ela fez o mesmo em seguida começou a me beijar, ela parou e me perguntou se eu tinha fumado um baseado, respondi que era apenas o cigarro que eu tinha fumado enquanto tomava uma cerveja, ela disse que tinha uma ponta de maconha ali guardada e me ofereceu pra mim ficar mais relaxado, maconha e bom e eu gosto muito apesar de raramente fumar, fumamos aquela ponta juntos e voltamos onde paramos, beijos quentes ela me dava com aqueles lábios carnudos até ela empurrar e me oferecer seu pau pra chupar, não estava totalmente duro e eu ainda com receio sem cair na real

do que estava fazendo com a ideia de que poderia muito bem me arrepender mais já era tarde, cair de boca naquela rola rosada, estava bom na verdade estava ótimo sentia aquele pau aos poucos endurecer na minha boca, e ela falando a todo momento pra mim ter cuidado com os dentes sinceramente não sabia chupar uma rola afinal nunca tinha feito, não estou criticando, estava maravilhoso existe gosto pra tudo, apesar de estar muito bom eu ainda prefiro chupar uma buceta, pedi a ela pra ficar de quatro queria chupar seu cuzinho, sempre tive curiosidade

de chupar o cuzinho de uma boneca olhando suas bolas, poderia até não saber chupar um pau mais um cuzinho eu sabia bem e tbm senti que ela começou a curti, revesava entre seu delicioso rabão e seu saco, fiquei bastante tempo assim, estava tão perfeito aquele momento que só aquilo já tinha válido o dinheiro que paguei, ela então me convidou a fazer um 69 de ladinho, eu concedi, ela se levantou colocou a camisinha em mim que naquele ponto meu pau já estava bem ereto, o nervosismo e a ansiedade não existiam mais, ela jogou uma Halls preta na boca e entramos na posição, ao contrário de mim aquela deusa sabia chupar, eu tbm com seu pau na

boca tentava dar meu melhor, fazendo garganta profunda como já vi várias vezes em vídeos, não ficamos ali por muito tempo, pois ela me perguntou se eu já queria que ela me comesse, eu afirmei com a cabeça e pedi a ela que fosse de quatro, ela me posicionou afinal eu ainda sou um novato na arte de ser comido, mais ela já era treinada, na primeira tentativa ela já achou o buraco, fechei os olhos esperando uma dor imensa arrombando meu cuzinho virgem, mais não, só senti uma dor gostosa cutucando minha próstata, mesmo pedindo a ela pra ir com calma por ser minha primeira vez ela não me escutou e dava bombada forte e frenética sem nenhuma dó, pra minha surpresa ficava ainda mais gostoso, pedi ela então que me comesse em outra

posição, ela perguntou em qual e eu respondi na de frango assado, pois queria olhar aquele rostinho de anjo, ela sorriu sem graça e me chamou de safado, nos ajeitamos e começamos novamente nomesmo ritmo, até ela parar e dizer que já estava prestes a gozar, e queria atender ao meu desejo de ganhar leitada na boca. Ela se deitou na cama de bruços arreganhou as pernas e pediu que chupasse seu cuzinho daquele jeito pra ela gozar, chupava aquele rabinho gostoso e enfiava suas bolas inteira na boca enquanto ela se masturbava, não demorou pra ela anunciar o gozo, mais que depressa coloquei todo seu pau na boca, só senti ela pulsar e

derramar todo seu mel na minha garganta a baixo, engoli tudinho sem nem tirar seu pau na boca, ali eu vi que porra de travesti e bom de mais, ela tirou seu pau limpo, nenhum vestígio do seu néctar foi desperdiçado, continuei chupando pra deixar aquela rola limpinha que aquela altura já estava mole, ela disse então que agora era minha vez de gozar, voltamos de novo ao 69 de ladinho ela me chupava enquanto me pedia pra chupar seu cuzinho, ela sabia que seu

rabo era meu ponto fraco, minha língua entrava e saia, fazia movimentos circulares e dava chupões, não demorei 5 minutos e gozei horrores na camisinha. Nós arrumamos conversamos mais um pouco fumamos outro baseado, entreguei o dinheiro a ela e fui embora. Apesar de ainda preferir mulheres e de sentir aquele gosto de buceta eu amei a experiência já faz 1 ano que isso aconteceu e com certeza pretendo repetir só me falta a oportunidade

3 Replies to “Dei a primeira vez pro um travesti e adorei”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *