Minha Vizinha é uma Travesti

Olá Pessoal tudo bem? Há meses que leio cheio de tesão estes vídeo contos da Secret Island, então tomei coragem e resolvi relatar o que me aconteceu no mês passado…. . Sou um coroa no início dos meus 50 anos, casado, pai de uma filha também já casada e moro com minha mulher num apartamento na zona oeste de São Paulo. Sou hétero e adoro comer um cuzinho. Minha mulher até dava o rabicó no início do casamento, mas com o tempo foi perdendo a vontade e começou com ‘Cu mensal’, que depois passou pra ‘Cu trimestral’, em seguida pra ‘Cu semestral’, e finalmente com ‘Cu anual’, mas há 3 anos que

virou ‘Cu nunca mais’. . Gosto muito dela e nunca a traí, isto é.. nunca a tinha traído. Mas a situação faz o ladrão… Estou trabalhando em casa e minha mulher é juiza e trabalha no centro da cidade, portanto a partir das 9 da manhã fico sozinho em casa. Um desses dias do mês passado fui na cozinha beber um café e olhei distraidamente pela janela da cozinha, para dentro da área do prédio. Pude ver a vizinha do andar de baixo e em frente ao meu tomando banho e a janela dela tinha quebrado e estava sem vidro. Ela normalmente colocava uma toalha pra manter sua privacidade, mas neste dia esqueceu ou achou que não tinha ninguém vendo. . Sempre achei ela muito interessante. É uma loura nos seus 30 anos de corpo bonito e sarado e quase sem peitinhos, mas com uma bundinha adorável e empinadinha. No entanto nunca me aproximei dela exceto por um rápido bom dia no elevador quando casa de nos encontrarmos nele. Notei que mora sozinha. . Continuei olhando embevecido ela de costas tomando banho, mas subitamente ela se virou e para o meu espanto, vi que ela tinha um pau. E era um pau de verdade. Então minha vizinha era uma shemale (o nome que gosto de usar para travesti ou traveco). Sem querer, meu pau ficou duro como um poste, como há muito não ficava. Não aguentei e toquei uma punheta ali mesmo, acabando por gozar na pia da cozinha. Limpei tudo rápido e voltei pra sala. . Queria contar pra minha mulher, mas achei melhor não. Resolvi apimentar nossa relação sexual e perguntei se já que ela não me dava mais o cu, se eventualmente.. ela consideraria… comprar um consolo tipo pau na cinta (strap on) e colocar só um pouquinho no meu cu para eu ver a sensação que a mulher tem ao levar na bunda e por que que ela não gosta mais. . Menino…. fui chamado de viado pra baixo. Ela ficou mesmo irritada e disse que tinha casado com um macho e não com um boiola. Resolvi encerrar o papo ali mesmo. Me virei e dormi sonhando com a vizinha. . A cena daquele banho me ficou na cabeça por uma semana e eu ia sempre ver se conseguia vê-la de novo, mas .. nada… No final de maio, saí pra fazer compras e o elevador parou no andar dela. . – Oieeeee.. Bom dia.. Como é mesmo seu nome, vizinha ? – É… é … Sheila. – Pois é Sheila.. Já somos vizinhos há anos e nunca nos falamos antes né ? – É mesmo… – Diga uma coisa.. Tá faltando agua no seu banheiro ? – Não. – Então acho que é problema na minha coluna.
Desde ontem que não consigo tomar um banho. – Ih que chato… – Será que você me alugaria o seu banheiro para um banho ? Eu pago o que for necessário. – Precisa pagar nada não. Pode vir. Quer quando ? – Vou na rua fazer umas compras e em uma hora estou de volta. – Ótimo. Te aguardo. . Em 15 minutos já tinha feito as compras e voltado pra casa. Fui direto lá e toquei a campainha… Sheila me atendeu com uma minisaia mínima e um bustiê, e descalça.. Então notei que ela tinha mesmo uma voz mais grossa do que de costume para mulheres.. Ela me serviu antes um café e começamos a conversar trivialidades. Então não aguentei e perguntei: . – Sheila.. Desculpe minha indiscrição.. Eu sei que você é uma Shemale. – Ihhh.. Como descobriu ? – Vi pela janela do seu banheiro – Sabiiiia que tinha que consertar logo aquela porra do vidro quebrado. – Pois é.. Então fiquei com muito tesão e toco uma punheta todo dia pensando em você… – Hummm..Mas eu sou ambivalente… – O que é isso – Dou e como… Quer tentar ? – Vai ser uma novidade, mas vamos lá.. . Tiramos a roupa e entramos no banheiro. Dentro do chuveiro eu não sabia o que fazer, então ela se ajoelhou e abocanhou meu pau na mamada mais gostosa que eu já tomei. Perguntei como ela conseguia chupar um pau até melhor que minha mulher, que já é eximia nisso. Ela disse que basta ela pensar que está chupando o próprio pau e de como ela gosta de ser chupada, que o boquete sai divino. Quase gozei na boca da safada enquanto via a curva da bundinha empinada dela. Então ela se levantou e eu me virei pensando que ela queria me enrabar primeiro, mas ela se virou de costas pra mim e pediu que eu metesse. . Caramba.. eu ia comer um cu de novo após quase 3 anos de seca.. Ela passou um sabão íntimo líquido no cuzinho e a pica deslizou beleza pelo esfíncter dela, que mesmo justo e até apertadinho, cedeu à pressão do meu caralho. Entrei até as bolas com ela gemendo e rebolando. Antes que eu gozasse ela se auto desenrabou e me virou pra parede. É agora, pensei.. Vou perder o cabaço do meu cu perto depois de velho… . Ela passou mais sabão líquido no pau dela e senti a cabeça encostar no olho do meu cu virgem.. Ela então falou baixinho no meu ouvido: Aguenta meu machinho.. Vou te mostrar a sensação de levar no cu um pau de verdade. E foi enfiando centímetro a centímetro no meu pobre ânus. A sensação inicial foi de certo desconforto, mas rapidamente substituída por um calor intenso na bunda, que eu nunca tinha sentido antes. Levei no cu como gente grande. Conforme meu cu foi laceando, eu comecei a rebolar e ela a estocar com mais vontade. . Meu pau ficou duro de novo e ela me tocou uma punheta bem ritmada enquanto me varava o cu. Resultado.. Esporrei na mão dela, enquanto ela me enchia o cu de gala.. . Foi uma trepada dos Deuses… Me despedi e voei pra casa pois tava quase na hora da patroa chegar. Quando minha mulher entrou em casa, me olhou e disse: Que cara é essa ? Que sorriso é esse que não sai da sua cara ? Que que aconteceu. Eu disse: Nada não.. Abri uma nova oportunidade de emprego (do meu cu) hoje… Quase que contei pra ela que o maridinho dela tinha colocado um chifrinho no penteado dela e virado bicha mas me contive. . Como amo muito ela, não quero me separar, então resolvi não substituir, mas adicionar… Fiquei tarado no cu e na pica da Sheila e a visito quase que diariamente. . Pronto.. contei.. que se foda… . Abraço do Coroa Curioso (Secret Island) Email: [email protected] . PS: Quem quiser o vídeo deste conto, deixa o email nos comentários aí em baixo, junto com a nota que deu, ou me manda um email pedindo este conto com vídeo (mas não pode esquecer de informar o nome deste conto, pois temos vários postados) para: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *