Perdendo o cabaço no terreno vazio

Sempre ficava navegando na net e olhando vídeos com travestis, adorava a forma de vê-las sentindo tesão ao serem comidas e batia várias, até que um dia, em um chat, encontrei uma, chamava-se Anita, conversamos pelo chat e logo trocamos msn, ao começar logo fiquei maravilhado por ser tão linda, conversamos sobre nossas vidas e sobre nossos gostos na cama, falei que era só ativo e que tinha um louco desejo de conhecer uma travesti, ela falou que

realizaria esse meu louco desejo, falamos sobre fantasias sexuais ela citou algumas e eu citei a de que adoraria transar em um lugar público, ela então falou que poderia tb realizar, marcamos e fomos nos ver, encontrei-a em um bairro aqui no Rio e ela falou: “vem comigo”, andamos um pouco e ela me levou a um terreno vazio (Já era por volta das 22h), e disse, pronto, vou realizar seu desejo e sua tara, mas do meu jeito, eu perguntei o jeito e ela disse que eu veria depois

. Eu fiquei meio sem graça, nunca antes estive com uma travesti, ela me fez um cafuné e me puxou para me beijar e eu aceitei, ela tinha uma boca e um hálito delicioso….me beijou muito, meu pau já estava latejando e ela o colocou pra fora, abaixou e começou a mamar, comecei a delirar de tesão, em seguida ela levantou. virou de costas e abaixou o shortinho que estava usando, fiquei louco na bunda dela que ela fez questão de empinar…qdo cheguei perto..e já tentando meter, ela mandou eu esperar pq eu teria uma esperiência nova, foi quando ela virou e mandou eu segurar a vara dela, era grande e grossa, demais, fiquei com medo..ela disse: “agora quero que você mame gostoso, vamos” quanto mais eu mamava, mais aquela pica ficava grossa..depois de um tempo ela falou: “se você veio até aqui e já está me mamando, vai me dar esse cuzinho também”, temi quando ouvi isso, ela falou pra não ter medo que seria carinhosa, mandou eu segurar em uma arvore que estava perto e que eu abaixasse e empinasse a bunda, adorei obedecê-la e fiz assim, ela encheu meu cuzinho de KY .. forçou uma dedadinha e logo em seguida começou a dar pressão com a pirocona dela, eu sentia dor e desejo por ela ao mesmo tempo e ela forçava cada vez mais..quando a cabeçorra dela passou e ela começou vagarosamenta a penetrar eu começei a gemer alto de dor e tesão..ela tampou minha boca e puxou meu corpo para mais perto do dela…foi quando senti seu saco batendo na minha bunda e ela disse: “minha cadelinha gostosa, meu pau tá todo dentro de você” …

Eu adorei ouvir isso, ela socava muito fundo e muito forte, eu estava morrendo de dor e tesão, de pois de ter socado muito , falei não aguentava mais e implorei para ela tirar a pica, ela tirou e me mandou mamar até ela gozar….mamei por mais um bom tempo..e na hora dela gozar..ela gozou no meu peito..era muito leite que escorreu pra minha cintura, ela falou que eu não poderia limpar, ela espalhou a porra no meu corpo como que fosse um creme e mandou eu colocara blusa de volta e voltar pra casa assim. nos encontramos mais umas 3 vezes, depois ela viajou pra SP e hoje só nos falamos por msn, depois daquele dia descobri como é bom ser passivo e submisso para uma travesti ativa. Se você gata travesti, só travesti, leu esse conto é do Rio e gostaria de um gatinho ativo, mas também bem passivo e submisso, me add no MSN e vamos conversar,[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *