Minha esposa, a travesti e eu

Eu e minha esposa Ana já tivemos algumas aventuras sexuais. Um pensamento, porém, não saía de minha cabeça e por muitas vezes eu havia proposto à minha deliciosa mulher que saíssemos com uma travesti. Eu sempre senti atração por travestis. São tão fogosas, safadas e ainda conhecem muito bem as necessidades masculinas, afinal… Claro que ela sempre se recusou a termos uma experiência assim, afinal sempre achou o travestismo uma aberração. Eu insistentemente dizia que um dia isso aconteceria.

Continue Lendo “Minha esposa, a travesti e eu”

Minha História de Cdzinha

Olá pessoal, o meu nome é Lorena. Este é o meu primeiro conto, e irei narrar pra vocês como decidi virar Cdzinha. Tentarei não contar muito detalhadamente, pra não estender demais o conto.

Espero que gostem!!!

Tudo começou na pré-adolescência. Um colega da escola ia lá pra casa ver revistas pornô e batíamos punheta juntos. Não demorou pra ele pedir pra eu pegar no seu pau, e em troca, ele pegaria no meu. Começamos assim, e logo ele me pediu pra colocar na boca. No início fiquei com nojo, mas o objetivo era fazer ele me chupar, então fui lá e coloquei o pau dele na boca.

Continue Lendo “Minha História de Cdzinha”

23 cm de puro prazer

Eu tive uma experiência que me deixou com muito tesão ao ponto de querer conhecer e curtir cada vez mais essas deliciosas pessoas que tem o melhor dos dois sexos: a beleza, feminilidade e graça do sexo feminino e a voracidade do uso da “ferramenta” de seu lado masculino. Eu admiro cada vez mais os Travestis e me pergunto o porquê de elas quererem efetuar a mudança de sexo. Para mim elas são perfeitas em seus mistérios e nos enfeitiçam com a sua capacidade de “ocultar” seu lado sexual, nos proporcionando “surpresas” incríveis. São lindas, perfeitas e devem continuar como são.

Continue Lendo “23 cm de puro prazer”

Paguei 10R$ por uma gozada

Em uma das minhas andanças por aí, certa noite já querendo aprontar mesmo, fui até uma conhecida rua ponto de prostituição no Rio. Não tinha muita grana, mas dava pra pelo menos me divertir por ali. Na época, em meus 19,20 anos de idade, eu não tinha tido nenhuma experiência pagando por putaria na rua desse jeito (embora ja tivesse feito gangbangs com putas pagas por amigos). Simplesmente quis saber como era a experiência e decidi aproveitar a chance.

Continue Lendo “Paguei 10R$ por uma gozada”

Travesti deliciosa

Namoro firme há três anos, mas isso não me impede de dar umas puladas de cerca, até porque o curso que estou terminando, de arquitetura, tem uma presença feminina muito grande, e isso facilita muito na hora da farra, ainda mais porque minha namorada está começando um curso de pós-graduação em uma cidade aqui perto, e duas vezes por semana me deixa com a agenda livre.

Continue Lendo “Travesti deliciosa”